Transformers o Despertar das Feras: tão fera assim? Descubra

Transformers o despertar da franquia? Vejamos. Desde o seu lançamento inicial como uma linha de brinquedos pela Hasbro na década de 1980, Transformers evoluiu para se tornar uma das franquias mais emblemáticas do mundo do entretenimento. 

Nesta longa jornada, a saga teve uma transformação no cinema, iniciada pelo diretor Michael Bay no início do século XXI. Sendo assim, suas adaptações cinematográficas foram caracterizadas por cenas de ação espetaculares.

É dentro deste contexto cinematográfico que surge “Transformers: O Despertar das Feras”. Este novo capítulo promete entregar uma nova perspectiva sobre o universo dos Transformers. Este artigo buscará explorar e analisar o filme, considerando seu enredo, personagens, e o contexto de sua produção e recepção. Continue lendo!

Transformers o despertar da franquia?

O lançamento de “Transformers: O Despertar das Feras” ocorre em uma época particularmente interessante para a indústria cinematográfica. Os estúdios têm buscado maneiras criativas de revitalizar franquias bem conhecidas, combinando nostalgia com novas tomadas criativas, para atender a uma base de fãs cada vez mais diversa.

Por outro lado, esta tentativa de reinvenção não é um fenômeno estranho ao universo dos Transformers. A franquia, desde a sua criação, passou por várias iterações, desde a série de animação original da década de 1980 até os filmes mais recentes de ação ao vivo dirigidos por Michael Bay e Travis Knight. 

Cada uma dessas versões trouxe algo novo e diferente para o universo dos Transformers, expandindo a mitologia e apresentando novos personagens ao lado dos favoritos dos fãs. Contudo, as opiniões e críticas sobre a franquia não foram as melhores. Com excessão do primeiro filme, os demais deixaram a desejar.

Bumblebee – o último filme a ser feito

Antes de “O Despertar das Feras”, o último filme a ser lançado na franquia foi “Bumblebee” em 2018. Esse filme, dirigido por Travis Knight, foi um prelúdio dos filmes principais e focou no personagem título, Bumblebee. 

Este, por outro lado, foi bem recebido pela crítica e pelo público. Focando em uma trama mais simples e intimista envolvendo Bumblebee e Charlie Watson (Hailee Steinfeld). Este foi elogiado por sua história mais contida e pelo retorno às raízes dos designs de personagens dos anos 80.

Por fim, com “Transformers: O Despertar das Feras”, os cineastas prometeram uma abordagem nova empolgante para o universo dos Transformers. A expectativa era de que o filme seguisse a tendência de “Bumblebee”, mantendo-se fiel ao espírito da franquia, enquanto introduz novas ideias e conceitos. 

O filme também prometia aprofundar o cerne do universo Transformers, trazendo à tona elementos da série de TV “Beast Wars” dos anos 90, que apresentou personagens Transformers que se transformavam em animais pré-históricos e criaturas futuristas, em vez de veículos. Mas será que conseguiu alcançar esse objetivo? Vejamos.

Enredo Principal e Personagens de Transformers o Despertar das Feras

Embora haja necessidade de evitar spoilers, podemos afirmar que “Transformers: O Despertar das Feras” é um capítulo intenso na longa história da franquia Transformers. O filme promete levar os fãs a um novo e inexplorado território dentro deste universo. 

Isto será feito combinando a familiar mitologia dos Autobots e Decepticons com a estética e os personagens distintos de “Beast Wars”.

No centro da trama está uma batalha épica entre as forças dos Autobots, lideradas por Optimus Prime, e os Decepticons, liderados por Megatron. O filme adiciona um novo nível de complexidade a essa rivalidade, com a introdução de Predacons e Maximals – facções da série “Beast Wars”. 

Estes são os Transformers que assumem formas de animais. Além disso, sua presença aumenta as apostas da guerra em curso e promete uma série de confrontos emocionantes.

Por outro lado, Optimus Prime, como sempre, é o coração e a alma da história. Sua luta para proteger a Terra e seus habitantes dos planos nefastos dos Decepticons continua a ser um tema central. O filme explora mais profundamente o personagem, revelando novas camadas de sua personalidade e passado.

Todavia, Megatron, o eterno adversário de Optimus Prime, também tem um papel significativo. Sempre um personagem complexo, o filme explora mais a fundo sua ambição bem como crueldade, e a convicção de que os Decepticons são superiores e destinados a governar.

Entre os personagens novos e notáveis, o filme apresenta personagens importantes de “Beast Wars” como Optimus Primal, o líder dos Maximals, e Scorponok, um Predacon. Por fim, o envolvimento desses personagens promete expandir o universo dos Transformers de maneiras novas e interessantes.

Análise do Filme

“Transformers: O Despertar das Feras” é um filme que mantém os fãs na beirada de seus assentos. A narrativa é bem construída, entrelaçando os temas da lealdade, sacrifício e heroísmo que têm sido a base dos filmes anteriores dos Transformers. 

Por outro lado, a introdução de elementos de “Beast Wars” aumenta a profundidade do universo dos Transformers. Além disso, a história faz um excelente trabalho ao integrar esses novos personagens e conceitos ao cânon existente.

A direção do filme é sólida, guiando os espectadores através de uma série de sequências de ação épicas sem perder o foco na história e nos personagens. Há uma atenção clara aos detalhes que ajuda a criar um mundo convincente e imersivo.

No quesito atuação, é claro que os atores por trás das vozes dos personagens principais trazem uma profundidade notável a seus papéis. As performances cativantes de Peter Cullen como Optimus Prime e Frank Welker como Megatron continuam a ser os destaques. Por fim, com a  adição de personagens da “Beast Wars” proporciona um equilíbrio interessante.

Efeitos Visuais e Trilha Sonora

Os efeitos visuais são, como sempre, espetaculares. A transformação dos personagens de veículos e animais para robôs é fluida e visualmente impressionante. O design de som é de alta qualidade, criando um ambiente audível que aumenta a tensão e o drama das cenas de ação.

A trilha sonora é eficaz, reforçando as cenas e intensificando as sequências de batalha. Por outro lado, a música tema dos Transformers permanece icônica e é usada de maneira eficaz ao longo do filme.

Comparando com os filmes anteriores da franquia Transformers, “O Despertar das Feras” se destaca pela sua capacidade de inovar dentro do universo estabelecido. Sendo assim, as adições de “Beast Wars” proporcionam um novo sopro de vida à série, e a narrativa faz um bom trabalho ao equilibrar os elementos novos e antigos.

Pontos fracos do Filme

No entanto, o filme não está sem seus pontos fracos. Alguns fãs podem achar que a inclusão de tantos novos personagens dificulta a focalização em cada um individualmente. 

Além disso, enquanto as cenas de ação são emocionantes, algumas podem parecer um pouco excessivas e desconexas da trama principal. Trama esta que não impressiona tanto, já que o filme peca pela falta de originalidade. Sendo assim, não parce que estamos diante de um reboot, apenas uma prequela dos filmes que já conhecemos da franquia.

Outro fato que empobrece a trama é o uso excessivo de diálogos expositivos e desnecessários para o filme. Isso traz um ar de superficialidade, gerando desconexão com o filme em alguns momentos, ou seja, se você se você é do tipo que aprecia diálogos intensos em um filme, receio que não encontre isso aqui.

Por fim,  há três problemas de destaque de personagens que precisam ser mencionados. O primeiro é sobre as “feras” que despertaram, porém, ficaram em segundo plano no filme. Em segundo lugar, os fãs de Bumblebee podem ficar desapontados com o tempo de tela do personagem. Há muito pouco do amarelinho no filme. E, por fim, Optimus Prime que perde totalmente o seu destaque como líder dos autobots, com uma atuação fraca e sem expressão.

Transformers e o despertar da feras: um bom recomeço 

Em geral, “Transformers: O Despertar das Feras” é uma adição “ok” à franquia, mantendo muitos dos elementos que os fãs já estão acostumados, enquanto introduz novos conceitos e personagens para tentar manter a obra interessante..

Além disso, aas atuações dos personagens humanos, cenas de lutas e performances memoráveis de voz se unem para criar uma boa experiência cinematográfica.  

O filme não se esquiva de sua herança, abraçando os temas de lealdade e heroísmo que são a base da série, enquanto introduz novos personagens e conceitos da “Beast Wars”. Os fãs antigos podem, talvez, se decepcionar um pouco devido ao que comentamos sobre a originalidade do filme. Todavia, se você quer apenas apreciar uma bela obra cinematográfica, assista sem receio!

Por fim, “Transformers: O Despertar das Feras” é um aditivo valioso à franquia, combinando os elementos amados dos filmes anteriores com novas ideias e personagens. 

Damos valor à sua privacidade

Nós e os nossos parceiros armazenamos ou acedemos a informações dos dispositivos, tais como cookies, e processamos dados pessoais, tais como identificadores exclusivos e informações padrão enviadas pelos dispositivos, para as finalidades descritas abaixo. Poderá clicar para consentir o processamento por nossa parte e pela parte dos nossos parceiros para tais finalidades. Em alternativa, poderá clicar para recusar o consentimento, ou aceder a informações mais pormenorizadas e alterar as suas preferências antes de dar consentimento. As suas preferências serão aplicadas apenas a este website.

Cookies estritamente necessários

Estes cookies são necessários para que o website funcione e não podem ser desligados nos nossos sistemas. Normalmente, eles só são configurados em resposta a ações levadas a cabo por si e que correspondem a uma solicitação de serviços, tais como definir as suas preferências de privacidade, iniciar sessão ou preencher formulários. Pode configurar o seu navegador para bloquear ou alertá-lo(a) sobre esses cookies, mas algumas partes do website não funcionarão. Estes cookies não armazenam qualquer informação pessoal identificável.

Cookies de desempenho

Estes cookies permitem-nos contar visitas e fontes de tráfego, para que possamos medir e melhorar o desempenho do nosso website. Eles ajudam-nos a saber quais são as páginas mais e menos populares e a ver como os visitantes se movimentam pelo website. Todas as informações recolhidas por estes cookies são agregadas e, por conseguinte, anónimas. Se não permitir estes cookies, não saberemos quando visitou o nosso site.

Cookies de funcionalidade

Estes cookies permitem que o site forneça uma funcionalidade e personalização melhoradas. Podem ser estabelecidos por nós ou por fornecedores externos cujos serviços adicionámos às nossas páginas. Se não permitir estes cookies algumas destas funcionalidades, ou mesmo todas, podem não atuar corretamente.

Cookies de publicidade

Estes cookies podem ser estabelecidos através do nosso site pelos nossos parceiros de publicidade. Podem ser usados por essas empresas para construir um perfil sobre os seus interesses e mostrar-lhe anúncios relevantes em outros websites. Eles não armazenam diretamente informações pessoais, mas são baseados na identificação exclusiva do seu navegador e dispositivo de internet. Se não permitir estes cookies, terá menos publicidade direcionada.

Visite as nossas páginas de Políticas de privacidade e Termos e condições.

Importante: Este site faz uso de cookies que podem conter informações de rastreamento sobre os visitantes.